sábado, 29 de março de 2014


Pacto do amor: quando as pessoas se amam...
Josimara Neves


Em um contexto onde se vê tantas atrocidades, onde as tragédias são exibidas diariamente em noticiários e jornais que alimentam nas pessoas a sensação de que o mundo é ruim e as pessoas são más, é difícil acreditar em relações verdadeiras, sentimentos excelsos, atitudes nobres, pessoas capazes de abdicarem de seus sonhos para cuidar de quem precisa. É difícil, mas em meio a tantos acontecimentos e notícias ruins encontramos algumas pessoas, não muitas, que:

 sabem o real sentido de amar,

 conseguem doar sem esperar receber algo em troca,

 semeiam amor,

 lançam sementes de esperança, 

arrancam sorrisos de rostos entristecidos,

 acariciam faces envelhecidas,

 ouvem falas repetitivas de idosos que precisam repetir as mesmas histórias para se reconhecerem no tempo e no espaço,

cantam para dar à vida, uma trilha sonora digna de ser ouvida,

contagiam o ambiente com alegria para espantar a tristeza alheia.

Sim, é possível encontrar o real sentido do amor. Pessoas que amam verdadeiramente são patrimônio da humanidade, emanam para o mundo energia positiva, têm um magnetismo que as fazem ser diferenciadas. A todas as pessoas que exercitam o amor em suas vidas eu desejo que o coração seja a sua bússola sagrada e o céu, o seu norte. Desejo-lhes que sempre haja força suficiente para enfrentar as dificuldades, que  a fé seja renovada a cada dia impedindo que pensamentos de desistência tentem atrapalhá-las para que prossigam no caminho do bem.

Acredito que amar é a experiência que mais nos aproxima de Deus. E colocar em prática o amor é a forma mais verdadeira de sentir que não há vínculo mais consistente do que aquele firmado entre pessoas que se amam!

É disso que eu estou falando: veja o vídeo abaixo!



   Um domingo cheio de amor para todos!!!
Bjim da Josi

 

Um comentário:

  1. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.